Diretores de cooperativas buscam na França mais sobre inovação disruptiva

Por Jean Paterno

grupoinsead
inseadDiretores de 25 cooperativas agrícolas do Brasil participam nesta semana, na França, de um evento que aprofundará um dos mais recentes conceitos do mundo dos negócios, a inovação disruptiva. A capacitação acontece na Universidade Insead, na cidade de Foutainebleau, que abriga um dos mais belos e famosos castelos da Europa. O Château Fontainebluea foi, por temporadas, a casa de grandes líderes franceses, entre eles Napoleão Bonaparte.

A Coopavel é uma das cooperativas brasileiras representadas na programação. Quem participa é o gerente de filiais Daltro Estivem Pestana. As atividades estão ligadas ao Cooperup, um programa de capacitação construído a pedido da UPL. Esse é o primeiro Cooperup Transforma e há mais dois agendados para os próximos anos. “Devido à qualidade do curso com professores da Insead, todos voltaremos ainda melhor preparados para enfrentar os desafios de um mercado altamente competitivo, mas também de grandes possibilidades”, informa Estivem.

Inovação disruptiva é um conceito inicialmente trabalhado e aprofundado pelo professor Clayton Christensen, da Universidade de Harvard (Estados Unidos). A pesquisa inicial era sobre a indústria fonográfica e, aos poucos, foi integrada aos mais diversos segmentos produtivos. O termo é apresentado e esmiuçado em 1997 no livro The Innovator´s Dilemma.

A teoria de Clayton informa como a inovação transforma um mercado ou setor já existente a partir da introdução de fatores como simplicidade, conveniência e acessibilidade. Um nicho que poderia parecer desinteressante assume, então, grande potencial e resultados a partir de um produto ou ideia que redefine a indústria.

Legenda: Representantes de 25 cooperativas brasileiras participam da capacitação no interior da França

Legenda: Universidade de Insead fica na histórica Fontainebleau

Crédito: Divulgação

Coopavel Banco do Brasil Caixa Governo Federal Bradesco Itaipu Univel