Ferrugem e controle de lagartas ganham alternativa de controle com nova cultivar

Por Assessoria de Imprensa TMG

A cultivar TMG 7063IPRO é a nova opção disponível no mercado produtivo de soja a partir desta safra de 2016/17, com adaptação para o Sul do Brasil, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, São Paulo, Minas Gerais e no país vizinho, Paraguai. Produto desenvolvido pela Tropical Melhoramento & Genética (TMG), a cultivar traz a junção da Tecnologia Inox®, de resistência à Ferrugem asiática, com a Tecnologia Intacta RR2 PRO™, resistente às principais lagartas e ao herbicida glifosato.

Além dos atributos genéticos, a TMG 7063IPRO apresenta PMS elevado e, em razão de ter grupo de maturidade 6.3, permite plantio de milho segunda safra. A nova alternativa atende o mercado de antecipação de plantio, a partir de 15 de setembro, em regiões onde é possível o estabelecimento da soja neste período.  É indicada para solos de média e alta fertilidade, pois apresenta agressividade de raiz, e também tem boa adaptação para ambientes abaixo de 600 metros de altitude, em geral mais quentes, mostrando amplitude com relação ao cultivo em diferentes regiões.

O lançamento da cultivar aconteceu ainda na safra 2015/16, durante um tour técnico da TMG em Cambé, no Paraná, com produtores, consultores e licenciados da empresa. Na época, o grupo ficou entusiasmado com o desempenho que a cultivar demonstrou em áreas de lado a lado e comerciais. Ainda na safra passada, a TMG 7063IPRO obteve incremento de produtividade de nove sacas por hectare com relação a média dos padrões (concorrentes) em 51 áreas.

Já na safra 2016/17, a cultivar continua demonstrando seu potencial produtivo nos resultados já colhidos. Um deles é de Astorga (PR), da lavoura de Carlos Henrique Gazzoni, com 73,3 sc/ha, em área de 3,1 hectares. Em Palotina (PR), na propriedade rural de Jair e Giovane Berticelli, a área colhida de 1,5 hectares obteve resultado de 80,6 sc/ha. Em Katuete, no Paraguai, a colheita também foi excelente, com 93,3 sc/ha em área de 1,3 hectares, de Laerte Kaefer. Outros resultados serão apresentados com o andamento da colheita da safra de soja verão.

O consultor de Desenvolvimento de Mercado da TMG, Rogério Medeiros, destaca que a TMG 7063IPRO agrega o portfólio de cultivares de soja da TMG junto com a TMG 7062IPRO, cultivar já consolidada nas regiões produtivas brasileiras onde apresenta adaptação. “A TMG 7063IPRO é mais uma opção de escalonamento de plantio para o agricultor e está disponível a eles e aos licenciados TMG”, explica.

            Refúgio – A TMG recomenda que seja feito o refúgio em áreas de cultivo das cultivares IPRO e duas opções oferecidas no portfólio TMG para a região são a TMG 7262RR, cultivar com alto potencial produtivo, PMS elevado e com ciclo precoce que permite plantio de safrinha, e a TMG 7363RR, que também permite plantio de milho segunda safra. As duas cultivares também trazem os benefícios da Tecnologia Inox®.

Empresa – A TMG é uma empresa brasileira de melhoramento genético de soja e algodão, focada em desenvolver cultivares produtivas, dotadas de tecnologias que facilitam o dia a dia no campo, proporcionando maior segurança e rentabilidade ao produtor rural. Lidera há várias safras o mercado de soja no estado de Mato Grosso e, nos estados do Sul, seu crescimento é expressivo a cada safra. No mercado de algodão nacional sua participação cresceu 25% em apenas dois anos e na safra 2015/16 consolidou 28% de participação.

coopavel Sundown Banco do Brasil Governo Federal